Assuntos de Goiás TV

sábado, 18 de abril de 2015

Crise de "egos" na Lava Jato adiou depoimento de presidente da CCJ e de amigo de Lula na Odebrecht

A crise entre a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República adiou os depoimentos de dois deputados e um senador, além de outros três investigados sem mandato pela Operação Lava Jato. 

O Estado apurou que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Arthur de Lira (PP-AL), o líder do PP, deputado Eduardo da Fonte (PE), e o senador Benedito de Lira (PP-AL) tiveram os depoimentos cancelados nesta semana, além de um ex-diretor da Odebrecht ligado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Alexandrino Alencar, prestaria depoimento nesta semana. 

Reportagem do jornal O Globo revelou que Alexandrino acompanhou o ex -presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um périplo por Cuba, República Dominicana e Estados Unidos, em janeiro de 2013. 

A empresa pagou as despesas do vôo, mesmo não sendo uma viagem de trabalho para a empreiteira. 

No documento do voo, esta registrado como “passageiro principal: voo completamente sigiloso.” 

A empreiteira é uma das investigadas na Operação Lava Jato. A lista inclui de depoimentos adiados inclui ainda o ex-deputado Roberto Teixeira e José Carlos Gubisich. 

Este último e Alexandrino estariam sendo ouvidos como testemunha.
Crise na Lava Jato adiou depoimento de presidente da CCJ e de amigo de Lula


Pesquisar este blog

Seguidores